Zé Renato

Baixo
Zé Renato, professor do IB&T

Influenciado por músicos como Jamil Joanes, Marcelo Mariano, Pixinga e Arthur Maia, Zé Renato sempre contou com apoio da família para se tornar músico: sua mãe foi cantora de rádio e os irmãos são músicos. Com 8 ou 9 anos, começou a tocar um violão que uma prima deixou em sua casa. A primeira música que tirou foi “Asa Branca”, que tocava numa corda só.

De ouvido, foi tirando outras músicas e as linhas de baixo sempre chamavam sua atenção. Aos 13 anos conseguiu seu primeiro baixo. Passou a comprar livros de música, revistas de cifras para tentar se aprofundar. Aos 19, começou a tocar profissionalmente, numa banda de baile, da qual participou durante 15 anos, viajando todo o Brasil.

Aos 36 anos, veio de Minas Gerais estudar em São Paulo, na EM&T. Chegou a estudar teclado, além de baixo, e foi então que mergulhou no estudo da música. Passava horas e horas estudando teoria e prática. Ingressou na ULM (Universidade Livre de Música) e começou a tocar na noite paulistana. Em 2009, começou a dar aulas no IB&T. Dar aulas é algo que Zé Renato adora, especialmente pela relação que cria com os alunos através da música.

Tem que ter dedicação, pesquisar, tirar músicas e abrir o leque para todos os estilos. Na hora do estudo não pode haver preconceito. Você pode tocar só o que você gosta, mas tem que estudar de tudo

Zé Renato Tavares
Redes Sociais