Milton Medusa

Guitarra
Milton Medusa, professor do IG&T

Milton Medusa começou a tocar violão aos 8 anos de idade – teve aulas de violão erudito na época – mais foi aos 11 que o pai lhe fez a pergunta que mudaria sua vida: “Você quer um computador ou uma guitarra de presente?” O resultado: o computador só foi comprado 20 anos depois.

O primeiro solo que marcou Milton Medusa foi do guitarrista Wander Taffo, na música “Garota Dourada”. Os guitarristas Peter Frampton, Neal Schon e Santana foram fazendo a cabeça do pré-adolescente, assim como as bandas Kiss, AC/DC e Whitesnake: “Eu pirei quando ouvi”. A essas referências se juntaram outras: Steve Lukather, Brian May, Richie Blackmore, Trevor Rabin, Steve Morse. Hoje, Medusa se define como um roqueiro que toca blues pesado e um pouco de fusion.

Uma característica marcante do professor é que ele adora o palco: aos 15 anos, já tocava no circuito da baixada santista, onde nasceu, fazendo som próprio e versões. Desde então não parou mais: tocou com bandas de baile, grupos próprios e acompanhando outros artistas. Começou a dar aulas em 1991 e, em 2003, depois de se formar na EM&T com o Mozart Mello, começou a dar aulas na escola: “a gente está sempre com o instrumento na mão, com repertório atualizado e pesquisando constantemente”.

É preciso ter paixão pelo que faz. E é importante ir a shows: assistam tudo o que puderem ao vivo.

Milton Medusa
Redes Sociais