Ronaldo Dias

Violão
Ronaldo Dias, professor de violão do IV&T

Ronaldo Dias experimentou trabalhar na indústria têxtil ainda adolescente. No entanto, acabou se juntando ao pai, que tinha uma escola de música. Em seguida, aos 16 anos, começou a tocar guitarra.

Posteriormente, aos 18, conseguiu uma bolsa na Unicsul em violão clássico. Foi quando se encantou com o instrumento. No último ano da faculdade, começou a dar aulas e a experiência como professor o encaminhou para uma pós-graduação em educação musical.

Ronaldo ainda estudou com Henrique Pinto, referência no violão. Não apenas se formou na ULM (violão popular) como também estudou na Escola Municipal de Música de São Paulo (violão clássico).

Além de Henrique Pinto, cita como influências os brasileiros Marco Pereira, Paulo Bellinati, Ulisses Rocha e Villa-Lobos. O espanhol Andrés Segovia e o cubano Leo Brouwer também são referências.

Profissionalmente, tocou em concertos, cameratas e quartetos de cordas bem como deu aulas em conservatório durante anos, além de ter participado do projeto Guri.

O primeiro contato com a EM&T aconteceu há muitos anos, quando seu pai que veio ter aulas com Mozart Mello no IG&T – ele era da mesma turma de Fabiano Carelli (professor da EM&T e guitarrista do Capital Inicial).

O convite para ser professor na EM&T veio em 2013, para lecionar, a princípio, para crianças. Hoje é um dos professores do IV&T – Instituto de Violão e Tecnologia.

O mais importante é ter disciplina. Quanto mais você se dedica e quanto mais disciplinado você é, melhor o resultado. E essa disciplina pode ser aplicada no restante da vida. Para ser bem sucedido é preciso fazer algo que você goste e fazer com muita dedicação.

Ronaldo Dias
Redes Sociais